Praia do Laranjal em Pelotas - Turismo no Rio Grande do Sul, Turismo em Pelotas
Praia do Laranjal em Pelotas - Turismo no Rio Grande do Sul, Turismo em Pelotas
Praia do Laranjal, Pelotas, Rio Grande do Sul

Comissão organizadora da Feira Municipal ‘Uvas de Pelotas’, integrada pela Prefeitura, por intermédio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), Emater, Embrapa, Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e Sindicato dos Trabalhadores Rurais, realizou reunião preparatória, nesta semana, definindo o período de 5 a 20 de fevereiro para comercialização direta da fruta, do produtor ao consumidor, em ponto fixo no Centro e bairros. O quilo terá o mesmo preço do ano passado: R$ 5,00.

O secretário de Desenvolvimento Rural, Jair Seidel, informa que a Feira funcionará no Largo do Mercado Central, no Laranjal, na Guabiroba, no Fragata (avenida Duque de Caxias), nas Três Vendas (Terra Nova), e na avenida Bento Gonçalves com Juscelino Kubitschek de Oliveira, podendo abrir outros espaços.

Haverá comercialização direta do produtor ao consumidor em ponto fixo no Centro e bairros

Solenidade de abertura da colheita

Em razão do distanciamento social imposto pela pandemia do coronavírus, a abertura da colheita terá solenidade virtual, dia 5 de fevereiro, às 10h. Seidel salienta que será apresentado vídeo de propriedades produtoras de uvas e depoimento de agricultores e de representantes de instituições vinculadas à organização da Feira.

A safra deste ano, de acordo com o secretário, será superior à de 2020, com expectativa de produção de 30 a 40 toneladas por hectare. A zona rural de Pelotas conta com 46 hectares cultivados com uvas – 30 são de variedades para sucos e vinhos e, 16, para as de consumo in natura, como a Niágara rosa e branca, a Bordô e a Izabel.

Trinta e oito famílias cultivam uvas na colônia. A produção de Pelotas encontra mercado no próprio Município e, também, em outras localidades do Estado, principalmente da zona sul.

“A produção de vinhos de mesa e de sucos de uva é crescente em Pelotas. Há quatro agroindústrias em funcionamento e mais seis em fase de implantação. A atividade está em expansão, configurando-se na retomada da época de grandes vinícolas que existiam no Município, no final dos anos de 1800 e início dos de 1900″, esclarece o secretário, salientando que a produção local de uvas de mesa abastece feiras, Ceasa, supermercados, fruteiras e pequenos comércios.

Na terça-feira (19), a comissão organizadora da Feira Municipal Uvas de Pelotas promoverá reunião com produtores para definições quanto à participação.



Fonte: Diário da Manhã | Laranjal

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on tumblr
Tumblr