Praia do Laranjal em Pelotas - Turismo no Rio Grande do Sul, Turismo em Pelotas
Praia do Laranjal em Pelotas - Turismo no Rio Grande do Sul, Turismo em Pelotas

Rede Social do Laranjal

Anúncie grátis sua empresa

Rádio Laranjal

Avaliação da Praia do laranjal

A semana ainda será de imunização para pessoas com deficiência permanente, conforme lista da Secretaria Estadual da Saúde, e para idosos de duas faixas etárias

Esta terça-feira (25) começou com esperança em dias melhores para 1.928 pessoas, que receberam a 1ª dose da proteção contra o coronavírus em Pelotas. Dentre os grupos selecionados para receber o imunizante, estão o de comorbidades previstas no Plano Estadual de Vacinação e o de deficiência permanente, cujos pacientes recebem o BPC, de 18 a 59 anos, além de gestantes e puérperasque recém tiveram filhos, também com doenças preexistentes, acima de 18 anos.

As 81 gestantes e puérperas que compareceram a uma das dez Unidades Básicas de Saúde (UBSs), durante o dia, receberam a vacina da Pfizer, que foi aplicada pela primeira vez, pela Prefeitura de Pelotas, desde o início do processo de vacinação. Por outro lado, as 1.847 pessoas com comorbidades previstas no Plano Estadual e deficientes permanentes beneficiados pelo BPC foram atendidas nas sete escolas municipais selecionadas como pontos da campanha. Para esses grupos, a vacina destinada foi a AstraZeneca.

A vacinação segue durante a semana. Confira o cronograma organizado pela Secretaria Municipal de Saúde

Nas dez UBSs – das 9 às 15h

Quarta-feira (26) e quinta (27) – Vacinação para pessoas com deficiência permanente, conforme lista da Secretaria Estadual da Saúde, que não recebem BPC.

Nas escolas municipais – das 10 às 15h

– Quarta-feira (26) – 2ª dose para o público com 66 anos ou mais

– Quinta-feira (27) – 2ª dose para idosos com 65 anos ou mais

No Drive-thru – das 9 às 17h

Centro de Eventos, com entrada pela avenida Pinheiro Machado

Sábado (29) – aplicação da 2ª dose para os idosos de 80 a 84 anos ou mais imunizados no final de fevereiro.

Veja quais são as UBSs

UBS Salgado Filho – na avenida Salgado Filho, 912

UBS Lindóia – avenida Ernani Osmar Blaas, 344

UBS Getúlio Vargas – rua Sete, 184

UBS Simões Lopes – avenida Visconde da Graça, 107

UBS Fraget – rua Três, 81, Vila Real – Fragata

UBS Bom Jesus – avenida Itália, 350

UBS Obelisco – rua Doutor Francisco Ribeiro da Silva, 505

UBS Barro Duro – Praça Aratiba, 12

UBS Sansca – rua Doutor Amarante, 919

UBS Navegantes – rua Dona Darcy Vargas, 212

A UBS Sansca, localizada na Vila Castilho, terá intérprete de Libras, na quarta-feira, das 9 às 12h e, na quinta-feira, das 9 às 15h, para auxílio às pessoas com deficiência auditiva.

Não esqueça o endereço das escolas municipais

EMEF Balbino Mascarenhas – rua Cândido Augusto de Mello, 415 (Simões Lopes);

Colégio Pelotense – rua Marcílio Dias, 1.597 (Centro);

EMEF Ministro Fernando Osório – avenida Fernando Osório, 1.522 (Três Vendas);

EMEF Ferreira Viana – rua João Tomaz Munhoz, s/n° (São Gonçalo);

EMEF Afonso Vizeu – rua Francisco Moreira, 285 (Areal);

EMEF Francisco Caruccio – rua Leopoldo Brod, 3.220 (Três Vendas); e,

EMEF Francisco Barreto – rua Triunfo, 2.257 (Laranjal).

Documentação necessária

Para deficientes permanentes sem BPC

As pessoas que possuírem alguma das deficiências permanentes previstas pelo Estado e que não recebem BPC devem apresentar documento que comprove a sua condição, como laudo médico da rede pública ou privada, independentemente do prazo de validade, que indique a deficiência; cartão de gratuidade no transporte público; documentos de atendimento em centros de reabilitação ou unidades especializadas; e documento de identidade oficial com a indicação da deficiência ou qualquer outro que possa comprovar a situação de saúde. Documentos como identidade, comprovante de residência e cartão SUS ou CPF também devem ser apresentados no ato.

No caso de a pessoa não ter nenhum dos documentos comprobatórios listados, poderá fazer uma autodeclaração da sua deficiência. O cidadão deve estar ciente do crime de falsidade ideológica, previsto no artigo 299 do Código Penal, e deverá assinar, no ato da vacinação, um termo de ciência, que será disponibilizado pela SMS, assumindo a responsabilidade pelas informações prestadas.

Para 2ª dose em idosos

Documento de identidade com foto e Carteira de Vacinação, que comprove a 1ª dose.



Fonte: Diário da Manhã | Laranjal

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para inscrever-se neste blog e receber notificações de novas publicações e promoções exclusivas por e-mail.

Junte-se a 17 outros assinantes