Médicos cubanos deixam Pelotas


Em meio a um clima de tristeza, mas com sentimento de dever cumprido, os 12 cubanos que atuavam nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Pelotas pelo programa federal Mais Médicos participaram, ontem, de um almoço de confraternização com a equipe da Secretaria de Saúde (SMS).

Nos locais em que trabalhavam, a população será atendida por meio de um remanejamento dos profissionais da rede até a chegada dos novos médicos, que deve ocorrer no dia 10 de dezembro, conforme informações do Ministério da Saúde (MS).

GRUPO, que parte na próxima semana, participou ontem de almoço de confraternização com a equipe da SMS

GRUPO, que parte na próxima semana, participou ontem de almoço de confraternização com a equipe da SMS

Os últimos dias foram de despedida dos colegas e pacientes nas UBSs Sítio Floresta, Barro Duro, Vila Princesa, Getúlio Vargas, Cohab Pestano, Navegantes, Virgílio Costa, Colônia Maciel, Colônia Triunfo e Colônia Osório. Na próxima semana, alguns dos médicos começam a retornar à Cuba após o rompimento do convênio com o Brasil, devido a manifestações do presidente eleito, Jair Bolsonaro, questionando a qualidade do serviço.

As vagas abertas em Pelotas com a saída dos cubanos já foram preenchidas por profissionais brasileiros cadastrados junto ao Mais Médicos, apesar da instabilidade que o sistema vem apresentando nos últimos dias, informou a diretora de Ações em Saúde da SMS, Eliedes Ribeiro. A expectativa é de que eles comecem a trabalhar nas UBSs em 10 de dezembro, de acordo com o primeiro cronograma divulgado pelo MS.

Neste tempo, a população será atendida por meio do remanejamento das equipes de áreas adjacentes às unidades afetadas, com cobertura parcial temporária, explicou Eliedes. A saída encontrada deixou aliviados os médicos que terão que sair de Pelotas.

“É muito triste encontrar os pacientes na rua ou no ônibus e ter que me despedir deles. Mas o mais importante agora é que não fiquem sem o atendimento e a Secretaria está conseguindo resolver isso”, disse a médica que atuava na UBS Vila Princesa há mais de dois anos.

Durante o almoço, os cubanos receberam uma carta da prefeita Paula Mascarenhas, agradecendo pelo empenho e carinho dedicados à população mais carente, que recorre aos postos de saúde para receber o auxílio médico. “Vocês fizeram muito pela saúde de Pelotas, pela saúde da nossa comunidade”, acrescentou a secretária Ana Costa.

Neste segundo encontro com a equipe da SMS, desde que receberam a notícia de que teriam que deixar o país, os médicos lembraram do suporte recebido da Secretaria no período de adaptação na cidade. Agora, o momento tem sido de arrumar as malas, organizar os documentos e aguardar a confirmação da data de retorno ao país natal.

“Vamos para nossa pátria, mas deixamos um pouco de nós com a população que atendemos com orgulho. Levamos a lembrança impactante das experiências e conhecimentos de poder ajudar pessoas carentes e esperamos ter deixado uma boa impressão entre nossos pacientes brasileiros”, resumiu, em nome do grupo, um dos profissionais.



Fonte: Diário da Manhã | Balneário dos Prazeres