Praia do Laranjal em Pelotas - Turismo no Rio Grande do Sul, Turismo em Pelotas
Praia do Laranjal em Pelotas - Turismo no Rio Grande do Sul, Turismo em Pelotas
Praia do Laranjal, Pelotas, Rio Grande do Sul

Oficialmente, o balneário Santo Antônio foi o primeiro a ser criado em 31 de janeiro de 1952. O nome do novo loteamento teve origem na devoção da família Assumpção a Santo Antônio, padroeiro do balneário. Segundo o jornalista Felipe Assumpção Gertum, a liberação da praia para o uso coletivo da população de Pelotas era inevitável, já que muitos costumavam deixar a cidade em direção à orla, pedindo autorização à família para atravessar a propriedade e aproveitar as areias e águas da Lagoa.

Assim nascia a Vila Residencial Balneário Santo Antônio, idealizada pelo advogado e professor de Direito Antônio Augusto de Assumpção Júnior, que junto ao irmão Arthur Augusto Assumpção – fundador do Balneário Valverde – foi responsável pela criação da praia do Laranjal. Na época, o local foi pensado para oferecer várias comodidades a quem comprasse um lote do empreendimento cuja entrada principal era a avenida José Maria da Fontoura.

Painel de azulejos da Paróquia de Santo Antônio no Laranjal

O engenheiro agrônomo Adolfo Bender foi quem ajudou Antônio Augusto a planejar o balneário na fase inicial do projeto. Em 1998, ao receber a insígnia do Trevo de Ouro da Escola de Agronomia da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), ele afirmou ter executado o planejamento do novo loteamento levando em conta a questão ambiental, desviando vias para preservar as antigas figueiras que desde aquele tempo eram comuns à área. Além disso, muitos coqueiros foram transplantados para a beira da lagoa, evitando assim a poda das árvores.

The post NACOS DE HISTÓRIA: FÉ NO SANTO appeared first on Jornal do Laranjal.



Fonte: Jornal do Laranjal

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on tumblr
Tumblr