Praia do Laranjal em Pelotas - Turismo no Rio Grande do Sul, Turismo em Pelotas
Praia do Laranjal em Pelotas - Turismo no Rio Grande do Sul, Turismo em Pelotas

Força Rio Grande do Sul

Fé! Força! Resiliência!

loader-image
Pelotas
Pelotas / RS
,
temperature icon
Humidity Humidity:
Wind Wind:
Wind Gust Wind Gust:
Clouds Clouds:
Visibility Visibility:
Sunrise Sunrise:
Sunset Sunset:

Rádio Laranjal

Anúncie grátis sua empresa

Pelotas terá mais 4,5 km de ciclovias/ciclofaixas

Com construção dos novos trechos, município passará a ter mais de 75 quilômetros de vias destinadas a bicicletas
Mais de 4,5 quilômetros de ciclovias/ciclofaixas vão incrementar, neste ano, a malha cicloviária de Pelotas. Serão contemplados com novos trechos as avenidas Fernando Osório e Juscelino Kubitschek de Oliveira e o Laranjal. Estão projetados 2,5 quilômetros ciclofaixas e 1,9 quilômetro de ciclovias, com pavimentação em concreto ou asfalto. As obras têm o investimento de R$ 819 mil, financiado pelo Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), no contrato de R$ 4,1 milhões, que inclui a requalificação dos 980 metros de extensão da avenida Herbert Hadler, no Fragata. Com a construção dos novos trechos, o município passará a ter mais de 75 quilômetros de vias destinadas a bicicletas.
“Temos uma cidade plana, o que facilita o uso de bicicletas. Investimos muito nos últimos anos na ampliação desses espaços, porque contribuem com a mobilidade urbana, reduzem a circulação de carros, diminuem os poluentes e tornam Pelotas cada vez melhor para todos”, destaca a prefeita Paula Mascarenhas.
De acordo com o secretário de Planejamento e Gestão, Roberto Ramalho, as obras cicloviárias deverão se iniciar em breve. “As ciclovias ou ciclofaixas são estruturas que proporcionam mais segurança a quem se desloca de bicicleta. Nos traçados, os usuários usufruem de direitos que não têm quando trafegam nas pistas viárias, junto com o trânsito de automotores, ou quando andam indevidamente nas calçadas., observa Ramalho.
CIDADE está preparada para o transporte alternativo
Impactos na mobilidade urbana
Ciclovias e ciclofaixas são indispensáveis à organização da mobilidade urbana. “O aumento de ciclovias e ciclofaixas representa mais segurança. O Município reconhece a expressão da bicicleta como meio de transporte e, no momento, trabalha junto à empresa administradora do BikePel para reformulações no sistema de bicicletas de aluguel compartilhadas, para beneficiar ainda mais os usuários”, pontua o secretário de Transporte e Trânsito (STT), Flávio Al-Alam.
A avenida Ferreira Viana, que passa por obras nos 4,2 quilômetros de extensão, receberá requalificação em toda a ciclovia/ciclofaixa, do entroncamento com a avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira até a ponte do arroio Pelotas. A Estrada do Engenho, cujas intervenções serão retomadas após pausa para mudança dos moradores da área de risco à beira do canal São Gonçalo, onde o trajeto para bicicletas acompanhará todo o percurso da via, inserido, inclusive, no projeto do futuro Parque Estrada do Engenho, complexo de lazer, esportes e contemplação, a ser financiado pelo governo do Estado.
Conheça os projetos
* Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira – receberá 2,2 km de ciclovias/ciclofaixas, sendo 1,8 km de ciclofaixas e 343 metros de ciclovias.
A obra começará no ponto onde termina a ciclovia da avenida República do Líbano, pelo canteiro central, atravessando a faixa de pedestres até virar ciclofaixa, no bordo direito da via, acessando a Juscelino. Em determinados pontos, onde há ciclovia, haverá composição com ciclofaixas, até a ligação com a da avenida Domingos de Almeida, que também será ligada com nova ciclovia, com início na rua Antônio dos Anjos. A segunda etapa de ciclofaixa será na sequência da ciclovia da rua Barão de Butuí, atravessando a Juscelino, seguindo até a rua Gomes Carneiro.
* Laranjal – receberá 1,6 km de ciclovias, com início do trajeto iniciado a partir da ciclovia da avenida Adolfo Fetter com Posto do Guga, seguindo pela faixa de pedestres, delimitada por meios-fios rebaixados, localizada entre o bordo da via e o alinhamento predial. Onde já há calçamento com blocos intertravados, será reforçada a pintura. Nos demais pontos, será realizada escavação, remoção de material e substituição pela base adequada. O percurso terá sequência na ciclovia da avenida Arthur Augusto Assumpção, lado esquerdo da via, em concreto e com meios-fios de contenção, seguindo até a elevada, onde voltará ao bordo direito e passará a ser pavimentada com asfalto até a interligação com a ciclofaixa existente.
* Avenida Fernando Osório – receberá 711 metros de ciclofaixas, com trechos novos que se iniciarão em sequência à ciclovia do canteiro central e atrás da elevada antes da rótula do Jardim de Alah, seguindo até o começo da BR-116. O segmento existente de ciclovia na avenida, de acordo com o projeto, será interligação com o novo.



Pelotas terá mais 4,5 km de ciclovias/ciclofaixas

Fonte: Diário da Manhã | Laranjal
-
Créditos das fotos e textos presentes nesta publicação, são todos reservados a fonte original deste artigo, Jornal Diário da Manhã – Pelotas / RS.

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para inscrever-se neste blog e receber notificações de novas publicações e promoções exclusivas por e-mail.