Praia do Laranjal em Pelotas - Turismo no Rio Grande do Sul, Turismo em Pelotas
Praia do Laranjal em Pelotas - Turismo no Rio Grande do Sul, Turismo em Pelotas
Portal Praia do Laranjal - www.PraiaDoLaranjal.tur.br
Praia do Laranjal, Pelotas, Rio Grande do Sul

Por Diogo Cassal, Jornalista

A comunidade da Colônia Z3 vive, ano após ano, em situação insustentável. O rendimento da maioria das famílias vem da captura do pescado e camarão, que são sazonais. Muitos garantem o sustento da família através do Seguro Defeso. A realidade, destas pessoas, poderia ser diferente.

Os pescadores precisam receber orientação técnica para tornar sua atividade mais rentável, diversificando e agregando valor aos produtos. Um número muito pequeno realiza o beneficiamento e/ou transforma a matéria prima em produtos.

Além disso, os subprodutos do beneficiamento estão sendo descartados, quando poderiam ser aproveitados na fabricação de ração e adubo, o que significaria um acréscimo considerável de renda à comunidade e poderia gerar vagas de emprego e trabalho em períodos de defeso.

A Secretaria de Desenvolvimento Rural, com apoio da Emater e Universidades, poderia desenvolver um projeto buscando atingir estes objetivos. O conhecimento da comunidade no preparo de pratos típicos pode ser melhor explorado em atividades turísticas e gastronômicas. A curto prazo os reflexos seriam sentidos na auto-estima da comunidade e traria significativa melhora na qualidade de vida das famílias da Z3.

REDEIRAS

O exemplo de que o apoio técnico pode alavancar um projeto, é o projeto das mulheres Redeiras da Z3. O Sebrae identificou a possibilidade de transformar a atividade das mulheres que teciam pedaços de redes que não serviam mais para pesca. Assim nasceu, o projeto Redeiras que, hoje, confecciona e vende: carteiras feitas com o fio das redes e biojóias. Com o olhar firme, a voz segura, a postura de quem sabe o que faz atendem no Mercado Público na banca 43, e comercializam os produtos para todo o Brasil.

GELO

Uma fábrica de gelo tem papel fundamental na atividade pesqueira. O pescado, produto altamente perecível, necessita de processo de conservação, tanto ‘in natura’, quanto beneficiado. O gelo é uma forma eficiente e prática de conservação. Uma fábrica de gelo foi instalada em 2005 com recursos federais e capacidade para produzir 9 toneladas de gelo por dia. Problemas na cooperativa determinaram seu fechamento. Seria importante para a atividade pesqueira da Z3 que a fábrica fosse reativada, o que permitiria a ampliação das atividades da Colônia de Pescadores.

The post PRA MUDAR A MARÉ appeared first on Jornal do Laranjal.



Fonte: Jornal do Laranjal

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on tumblr
Tumblr