Praia do Laranjal em Pelotas - Turismo no Rio Grande do Sul, Turismo em Pelotas
Praia do Laranjal em Pelotas - Turismo no Rio Grande do Sul, Turismo em Pelotas

Your monthly usage limit has been reached. Please upgrade your Subscription Plan.

°C
Praia do Laranjal, Pelotas, Rio Grande do Sul

Prefeitura intensifica assistência a moradores de rua

Na quarta-feira, a temperatura mínima registrada foi de 3ºC, durante a noite. Por isso, a Prefeitura, pensando nas pessoas em situação de rua e vulnerabilidade social, continua intensificando o trabalho de Abordagem Social. Esse serviço do Poder Público municipal é feito pela Secretaria de Assistência Social, em parceria com as ONGs Gesto e Vale a Vida, e tem como principal objetivo retirar esses indivíduos das ruas e levá-los a um abrigo com melhores condições.

O Município administra a Casa de Passagem e o Centro Pop. Nesses pontos, são oferecidos alimento, produtos de higiene e um local seguro e de qualidade para dormir. O Centro Pop ainda auxilia em questões técnicas, como emissão de documentos, atendimento psicológico e cadastros e encaminhamentos para outros serviços, além de ajudar os usuários a pensar em projetos para suas vidas e caminhos a serem seguidos.

No início deste mês, as vagas na Casa de Passagem aumentaram, passando de 52 para 82. A Prefeitura prevê que, se necessário, será feita uma nova ampliação, a fim de oferecer mais espaço a quem mais precisa. Vale ressaltar que, durante a pandemia do coronavírus, quem utilizar a Casa de Passagem poderá permanecer no local por tempo indeterminado.

COMO FUNCIONA A ABORDAGEM SOCIAL À NOITE

Diariamente, a partir das 22h, as equipes da Casa de Passagem vão às ruas da cidade em busca de pessoas que queiram utilizar o serviço. Quem aceitar é conduzido ao local. O secretário de Assistência Social, José Olavo Passos, lembra que cabe às pessoas em situação de rua optarem por ir ou permanecer onde estão. “Eles acessam o serviço e saem de maneira democrática”, afirmou.

E, mesmo aqueles que não acessam os serviços municipais de acolhimento continuam a ser procurados, de domingo a domingo, pelos profissionais, para que saibam que os abrigos estão sempre à disposição, ou seja, é possível ter acesso aos locais a qualquer momento.

“A abordagem social é um instrumento de ajuda e apoio de garantia de direitos. Uma vez que procuramos conversar com os moradores em situação de rua e vulnerabilidade social, oferecemos proteção, de parte do Município, a essas pessoas, possibilitando o livre arbítrio de cada um”, destacou Passos.

Na noite da última terça-feira (20), o responsável pela Casa de Passagem, José Francisco Assumpção da Luz, e a educadora social da Secretaria de Assistência Social, Michele Porciúncula, conversaram com Edson, de 39 anos, para tentar convencê-lo a utilizar o serviço. Apesar de ser frequentador, naquela noite optou por não ir, mas deixou um dia agendado com a equipe para comparecer no local.

Edson estava com seu amigo Sidnei, que se encontra nas ruas há mais de 20 anos. Ele também preferiu ficar onde já estava, junto com seus três cães. Outro cidadão que também preferiu não acompanhar a equipe foi Cleiton, de 37 anos. No entanto, ele contou sobre seus problemas pessoais e pediu orientação de onde poderia conseguir agasalhos e encaminhar uma documentação.

COMO A POPULAÇÃO PODE AJUDAR 

A Prefeitura reitera que, neste momento, os itens necessários, com mais urgência, são roupas quentes, especialmente masculinas, cobertores e travesseiros. Além disso, são aceitas doações de alimentos ou de peças para a Campanha do Agasalho deste ano. Roupas femininas, infantis, calçados, toalhas e lençóis também são bem-vindos. Até o início desta semana, mais de 17 mil itens foram arrecadados, e a expectativa é que cheguem mais doações.

As doações podem ser entregues na Secretaria de Assistência Social, localizada na rua Marechal Deodoro, 404, das 8 às 17h. Quem, por algum motivo, não conseguir se deslocar até o endereço pode entrar em contato pelos telefones (53) 3309-3600 ou (53) 3309-3640, para que a equipe busque as doações, quando for possível, dentro da escala de saídas.

TRABALHO da Abordagem Social continua sendo reforçado, devido às baixas temperaturas registradas em Pelotas.
Foto : Michel Corvello

Existem, ainda, os pontos fixos de doação da Campanha do Agasalho. Confira:

  • Cras Areal – (53) 3274-1030, avenida Domingos de Almeida, 813
  • Cras Centro – (53) 3228-9115, rua Benjamin Constant, 1.580
  • Cras Fragata – (53) 3227-6551, avenida Duque de Caxias, 734
  • Cras São Gonçalo – (53) 3279-3154, rua Dona Darci Vargas, 212
  • Cras Três Vendas – (53) 3281.1292, rua 15, 81, Pestano
  • Cras Z3 – (53) 3227-0465, rua Rafael Brusque, 113
  • Forum Pelotas – avenida Ferreira Viana, 1.134, Areal
  • Macro Atacado Treichel – avenida Fernando Osório, 4.842, Três Vendas
  • Shopping Pelotas – avenida Ferreira Viana, 1.526
  • Ótica Diniz – rua Marechal Deodoro, 702A
  • Rodoviária – avenida Presidente João Goulart, 4.605, Fragata
  • Gildo Oliveira – rua General Osório, 1.067
  • Cartão de Todos – avenida Bento Gonçalves, 3.721
  • Abastecedora JK – avenida Presidente Juscelino Kubistchek de Oliveira, 3.724

Escola Santa Mônica – Unidade Corujinha – rua Marechal Deodoro, 618

Escola Santa Mônica – Unidade Altos do Laranjal – avenida Adolfo Fetter, 3.751

Escola Santa Mônica – Unidade Centro – rua Marechal Deodoro, 673

Pessoas que conhecem alguém em vulnerabilidade, que precisa de ajuda, podem entrar em contato com o Centro Pop, das 8 às 17h, pelo telefone (53) 3222-1587. O mesmo vale para indivíduos em situação de rua que desejam buscar apoio.



Fonte: Diário da Manhã | Laranjal


Créditos da Foto ao fotógrafo da postagem original no Jornal Diário da Manhã.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on tumblr
Tumblr