Praia do Laranjal em Pelotas - Turismo no Rio Grande do Sul, Turismo em Pelotas
Praia do Laranjal em Pelotas - Turismo no Rio Grande do Sul, Turismo em Pelotas

Força Rio Grande do Sul

Fé! Força! Resiliência!

loader-image
Pelotas
Pelotas / RS
,
temperature icon
Humidity Humidity:
Wind Wind:
Wind Gust Wind Gust:
Clouds Clouds:
Visibility Visibility:
Sunrise Sunrise:
Sunset Sunset:

Rádio Laranjal

Anúncie grátis sua empresa

Pandemia, salinidade do Arroio Pelotas e estiagem histórica foram alguns dos desafios enfrentados pelo abastecimento com caminhão-pipa da autarquia no último ano

 

Para preparar refeições, beber, tomar banho, lavar roupas ou louça, a água é recurso natural vital no cotidiano. Na cidade, o Sanep distribui milhões de litros diariamente, através das três estações de tratamento que abastecem a zona urbana. Na colônia de Pelotas, são os veículos da autarquia que percorrem mais de 500 quilômetros por dia para levar água a cada recanto dos distritos rurais do município.

Em média, são transportados de 90 a 180 mil litros diariamente para as localidades do Cerrito Alegre, Triunfo, Cascata, Santa Silvana, Quilombo, Rincão da Cruz e Monte Bonito – deste volume, cerca de 50 mil litros são destinados ao abastecimento diário da região do Posto Branco, na Colônia Z3, 2º Distrito.

Atualmente, 400 famílias estão cadastradas no serviço, feito de segunda a sexta-feira, e nos sábados, domingos e feriados em regime de plantão para atendimento emergencial. Aliás, a natureza do abastecimento pipa é estar disponível 24 horas por dia para situações extremas tanto na colônia quanto na cidade, explica o chefe do Departamento de Águas (Depa), Alexandre Duval Correa.

União para superar os desafios
No último ano, o setor experimentou alguns destes momentos desafiadores, que exigiram reorganização operacional e comprometimento da equipe para superá-los. Um deles, a maior estiagem vivida pela região nas últimas décadas que, além de reduzir o nível da Barragem Santa Bárbara à marca histórica de 4,40 metros negativos, fez secar arroios, cacimbas e riachos na zona rural.

Para amenizar as graves consequências, o departamento aumentou em 455% a distribuição com caminhão-pipa, levando água para mais 410 famílias da colônia. Força-tarefa semelhante foi executada no primeiro trimestre do ano, devido à salinidade que atingiu o canal do Arroio Pelotas, onde o Sanep capta água para tratamento. A Operação Barro Duro/Z3 levou cerca de 16 milhões de litros às localidades, além da assistência imediata a unidades de saúde e aos órgãos da segurança pública.

“Desde o início, sempre estivemos unidos e soubemos dividir as tarefas, responsabilidades e trabalho em geral. É uma equipe muito forte e comprometida”, afirma Duval.
A união também é peça-chave para enfrentar o maior desafio imposto ao mundo, há cerca de um ano, acrescenta ele, afinal, a pandemia aumentou ainda mais a responsabilidade do setor no abastecimento de hospitais e centros de saúde em situações de emergência, como falta de energia elétrica e problemas inesperados no abastecimento da rede.

“É um trabalho fundamental e sabemos da importância da nossa missão. Seguimos lado a lado com as instituições de saúde e segurança no enfrentamento do coronavírus”, ressalta o chefe do Depa. Guarda Municipal, Polícia Militar, Defesa Civil, Presídio Regional e Corpo de Bombeiros são alguns dos órgãos atendidos pelo serviço em casos de urgência.

Serviço diário
Cinco caminhões fazem a rota do pipa na colônia, sendo um deles exclusivo para a região do Posto Branco. Cada um percorre cerca de 100 km diariamente na entrega da água aos moradores, feita por 11 profissionais – sete servidores do Sanep e quatro funcionários da empresa Benesul, terceirizada contratada pela autarquia.

Duzentas famílias estão cadastradas no abastecimento quinzenal e outras 200 no Posto Branco, onde recebem a água nos sete dias da semana. Duval lembra que nem toda a zona rural precisa da distribuição nesta modalidade, uma vez que parte dela é abastecida pela Estação de Tratamento de Água (ETA) Quilombo, criada a partir da antiga Represa do Quilombo e responsável por atender cerca de 600 propriedades da Vila Nova, Colônia Francesa, Bachini e Ponte Cordeiro de Farias. A ETA Sinnott ainda abastece partes do Monte Bonito e do Passo da Tatua.

Como fazer o cadastro?
Os moradores da colônia que ainda não estão cadastrados e desejam integrar a rota do caminhão-pipa devem procurar o Sanep através do atendimento online pelo WhatsApp no número (53) 98417.0008 ou por telefone, pelo (53) 3026.1144, selecionando a opção 4. Além do cronograma fixo de abastecimento, o setor atua em entregas mensais nos casos de venda de água para piscinas, empresas e condomínios, e no atendimento a escolas, subprefeituras e postos de saúde da colônia.



Fonte: Diário da Manhã | Balneário dos Prazeres

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para inscrever-se neste blog e receber notificações de novas publicações e promoções exclusivas por e-mail.