Praia do Laranjal em Pelotas - Turismo no Rio Grande do Sul, Turismo em Pelotas
Praia do Laranjal em Pelotas - Turismo no Rio Grande do Sul, Turismo em Pelotas
Portal Praia do Laranjal - www.PraiaDoLaranjal.tur.br
Praia do Laranjal, Pelotas, Rio Grande do Sul

Neste ano, mais de 160 cargas de vegetação e lixo já foram retiradas de quatro estruturas responsáveis pelo escoamento da água

Nos dois primeiros meses do ano, mais de 160 cargas de lixo e vegetação já foram retiradas de quatro canais de macrodrenagem da cidade. O objetivo do Sanep é manter um cronograma constante de limpeza nas estruturas, que são fundamentais para garantir o escoamento correto das águas da chuva e direcioná-las até as oito Casas de Bomba. Desde o início do programa em Pelotas, em 2017, cerca de 150 quilômetros de canais já foram limpos e desobstruídos.

O serviço já passou, em janeiro e fevereiro, pelos canais da avenida São Francisco de Paula, no Areal; da rua Morro Redondo (antiga Vinte e Nove) e da avenida Espírito Santo, no Laranjal; e mais recentemente no canal do Pântano, no final da rua General Osório. Os trabalhos são feitos de forma manual pelas equipes da autarquia e com o auxílio de maquinário. Além de mudar visivelmente a aparência dos locais, a retirada de obstáculos para a drenagem da água é uma das medidas mais importantes para evitar os alagamentos em dias chuvosos.

Neste sentido, a colaboração da população é essencial para preservar os bons resultados, considerando que parte das cargas removidas dos canais corresponde a resíduos descartados incorretamente, como garrafas, latas, sacolas, caixas de papelão, plásticos em geral e, até mesmo, madeiras e móveis desmontados. Esses objetos não só obstruem os sistemas de drenagem, impedindo a passagem natural da água, como também os danificam, causando mais transtornos.

O cronograma de limpeza terá sequência nos próximos dias no canal situado na avenida Mário Meneghetti.

Onde descartar os resíduos?

Lixo orgânico: restos de alimentos, cascas, papel higiênico, etc, são recolhidos pela coleta orgânica do Sanep, feita de porta em porta em toda a cidade, três vezes por semana, ou através dos contêineres no Centro, Lindóia, Guabiroba e Pestano.

Lixo reciclável: papel, plástico, metal ou vidro são recolhidos pela coleta seletiva do Sanep em 100% das residências – 80% com o formato de porta em porta e o restante por meio da coleta agendada (para mais informações, ligue 98415.9453)

Lixo eletrônico, móveis desmontados, restos de podas e jardinagem, resíduos de construção civil (aterro, argamassa, concreto e tijolos), eletrodomésticos de linha branca (geladeira, máquina de lavar) e óleo de cozinha usado: nos Ecopontos localizados na Balsa (rua Paulo Guiayn, 201); no Laranjal (rua Bom Jesus, 95); no Fragata (rua Machado de Assis, 285); no Areal (rua Juscelino Kubitschek de Oliveira, 3195); e na Cerquinha (rua Hugo Veiga, 155). As unidades funcionam de segunda a sábado, das 8h às 12h e das 13h às 17h. Cada pessoa pode descartar até 1,5 metro cúbico de material, o que corresponde, em volume, a três caixas d’água de 500 litros, por exemplo.



Fonte: Diário da Manhã | Laranjal

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on tumblr
Tumblr