Praia do Laranjal em Pelotas - Turismo no Rio Grande do Sul, Turismo em Pelotas
Praia do Laranjal em Pelotas - Turismo no Rio Grande do Sul, Turismo em Pelotas
Portal Praia do Laranjal - www.PraiaDoLaranjal.tur.br
Praia do Laranjal, Pelotas, Rio Grande do Sul

Na quarta e quinta-feira (19 e 20/5), pessoas com até 18 anos, que integram o grupo com comorbidades previstas no Plano Estadual de Imunização, começam a ser imunizados contra o coronavírus

A partir da próxima semana, pessoas que possuem as comorbidades previstas no Plano Estadual de Imunização, aquelas que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) por possuírem alguma deficiência permanente e que tiverem idades entre 59 e 18 anos, poderão receber a 1ª dose da proteção contra o coronavírus. A chegada de uma nova remessa de vacinas permitirá que a Prefeitura realize na quarta e quinta-feira (19 e 20/5), drive-thrus de vacinação destinados a esse público-alvo. Como ocorreu em outras ações, a imunização ocorre das 9h às 17h, no Centro de Eventos. Aqueles que não puderem comparecer aos pavilhões da Fenadoce, poderão receber a vacina nas escolas municipais, nos dias 24 e 25/5 (segunda e terça-feira), das 10h às 15h.

Confira, abaixo, como fica o cronograma para os próximos dias

Drive-thru – das 9 às 17h, no Centro de Eventos (entrada pela avenida Pinheiro Machado):

* quarta-feira (19/05) – pessoas com comorbidades, conforme o Plano Estadual de Vacinação, e que recebem o BPC, de 59 a 18 anos; e

* quinta-feira (20/05) – pessoas com comorbidades, conforme o Plano Estadual de Vacinação, e que recebem o BPC, de 59 a 18 anos.

Escolas – das 10 às 15h, nas sete unidades educacionais municipais dos bairros:

* terça-feira (18/05) – pessoas com comorbidades, conforme o Plano Estadual de Vacinação, e que recebem o BPC, de 59 a 30 anos;

* quarta-feira (19/05) – pessoas com comorbidades, conforme o Plano Estadual de Vacinação, e que recebem o BPC ,de 59 a 30 anos;

* segunda-feira (24/05) – pessoas com comorbidades, conforme o Plano Estadual de Vacinação, e que recebem o BPC, de 59 a 18 anos; e

* terça-feira (25/05) – pessoas com comorbidades, conforme o Plano Estadual de Vacinação, e que recebem o BPC, de 59 a 18 anos.

Ampliação de idade para pessoas com HIV e Aids

Essa ampliação da faixa etária também será estendida àquelas pessoas que vivem com HIV e Aids e que poderão ser vacinadas no Serviço de Assistência Especializada (SAE), nos dias 19 e 20/5 (quarta e quinta-feira), quando também poderão obter seus atestados (necessários para comprovar a condição de saúde), das 9h às 17h. O SAE está localizado na rua Almirante Guillobel, 221.

Veja como fica o calendário para esse público

* segunda-feira (17/05) – pessoas com HIV e Aids e idades entre 30 e 59 anos;

* terça-feira (18/05) – pessoas com HIV e Aids e idades entre 30 e 59 anos;

* quarta-feira (19/05) – pessoas com HIV e Aids e idades entre 18 e 59 anos; e

* quinta-feira (20/05) – pessoas com HIV e Aids e idades entre 18 e 59 anos.

Documentos para quem tem comorbidades

Na hora da aplicação, todos os beneficiados com a vacina contra a Covid-19, do grupo de pessoas com comorbidades, deverão apresentar os seguintes documentos:

– atestado-padrão confeccionado pela Prefeitura, disponível no hotsite do coronavírus (https://www.pelotas.com.br/coronavirus). O laudo pode ser obtido nos serviços de saúde públicos e privados. Nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), o atestado é emitido no turno da tarde, das 13 às 17h;

– documento de identidade com foto;

– comprovante de residência; e

– CPF ou Cartão SUS.

Documentos para casos específicos

Além dos documentos citados acima, existem os específicos a serem apresentados, de acordo com o grupo ao qual o paciente pertence.

Pessoas com Deficiência Permanente, cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC), não precisarão apresentar o atestado-padrão da Prefeitura. Será solicitado, apenas, o comprovante do benefício, que pode ser obtido por meio do extrato bancário ou lotérico ou, ainda, acessando o comprovante no site do INSS.

Os pacientes com doença renal crônica, que realizam hemodiálise, e os oncológicos, em tratamento de radioterapia e quimioterapia, podem solicitar os atestados nos serviços onde realizam os procedimentos.

Confira o endereço das escolas

EMEF Balbino Mascarenhas – rua Cândido Augusto de Mello, 415 (Simões Lopes);

Colégio Pelotense – rua Marcílio Dias, 1.597 (Centro);

EMEF Ministro Fernando Osório – avenida Fernando Osório, 1.522 (Três Vendas);

EMEF Ferreira Viana – rua João Tomaz Munhoz, s/n° (São Gonçalo);

EMEF Afonso Vizeu – rua Francisco Moreira, 285 (Areal);

EMEF Francisco Caruccio – rua Leopoldo Brod, 3.220 (Três Vendas);

EMEF Francisco Barreto – rua Triunfo, 2.257 (Laranjal).

Lista de comorbidades previstas

Abaixo, estão listadas as comorbidades incluídas nos grupos prioritários da vacinação contra a Covid-19 e suas descrições de acordo com o Plano Estadual de Vacinação.

– Diabetes Mellitus (DM): diagnóstico de Diabetes Mellitus

– Pneumopatia crônica grave: DPOC, Fibrose cística, fibrose pulmonar, pneumoconioses, displasia broncopulmonar ou asma grave (uso recorrente de corticóide sistêmico ou hospitalização por asma)

– HAS resistente: HAS não controlada com uso de três ou mais anti-hipertensivos em doses máximas ou HAS controlada com o uso de quatro classes de anti-hipertensivos

– HAS estágio 3: PA sistólica ≥180mmHg e/ou diastólica ≥110mmHg

– HAS com lesão em órgão-alvo: HAS com lesão em órgão-alvo (coração, retina, rim, encéfalo, vasos)

– HAS associada à comorbidade: HAS em indivíduo com obesidade, cardiopatia hipertensiva (hipertrófica ou dilatada), apneia obstrutiva do sono, hiperlipidemia ou outra

– Insuficiência cardíaca (IC): IC estágios B, C ou D

– Cor pulmonale e Hipertensão pulmonar (HAP): diagnóstico de cor pulmonale crônico e HAP primária ou secundária

– Doença Arterial Coronariana (DAC): diagnóstico de DAC sem ou com complicações (exemplo: IAM)

– Valvulopatias cardíacas: lesões valvares com repercussão hemodinâmica, miocárdica ou com sintomas

– Prótese valvar: portador de prótese valvar biológica ou mecânica

– Miocardiopatias e Pericardiopatias: Miocardiopatia de qualquer etiologia, Pericardite crônica, Cardiopatia reumática

– Doenças de grandes vasos e fístulas arteriovenosas: aneurismas, dissecções ou hematomas de aorta ou demais grandes vasos

– Arritmias Cardíacas: arritmia com relevância clínica (que exija tratamento) ou associada à cardiopatia

– Cardiopatia Congênita no adulto: cardiopatia congênita associada à: repercussão hemodinâmica, hipoxemia, IC, arritmia ou comprometimento miocárdico

– Doença Cerebrovascular: AVE ou AIT prévio, Demência vascular

– Doença Renal Crônica (DRC): DRC estágio 3 ou 4 (TGF<60ml/min/1,73m²) e/ou Sínd. Nefrótica

– Imunossupressão: transplantados em uso de imunossupressor, pessoas vivendo com HIV, imunodeficiências primárias, necessidade de uso crônico de corticoide em dose de Prednisona >10mg/dia (ou equivalente), pulsoterapia com corticoide ou ciclofosfamida

– Câncer: pacientes oncológicos com tratamento quimio ou radioterápicos atual ou nos últimos 6 meses ou portadores de neoplasias hematológicas

– Hemoglobinopatias graves: diagnóstico de anemia falciforme ou talassemia maior

– Obesidade grau 3: Índice de Massa Corporal ≥40kg/m²

– Cirrose Hepática: diagnóstico de cirrose hepática em qualquer estágio

– Síndrome de Down: Trissomia do cromossomo 21

– Vacinação desse grupo está suspensa – gestação ou puerpério com comorbidades: gestantes e mulheres em período de até 45 dias após o parto portadoras das comorbidades listadas.



Fonte: Diário da Manhã | Laranjal

Publicações Recentes

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para inscrever-se neste blog e receber notificações de novas publicações e promoções exclusivas por e-mail.

Junte-se a 36.864 outros assinantes

Deixe um comentário

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on tumblr
Tumblr